Sobre ansiedade e fim de período

Ansiedade,
É final de período
Será que eu dou conta?
Será que eu durmo essa noite
Ou deixo pra acabar mais um trabalho na madrugada?
Querida,
Não me perturbe,
Tá vendo essa pilha em cima da cama?
Sabe quantos textos tenho pra ler?
Fala baixo um instante
O professor tá lá na frente explicando
Não posso te dar atenção
É matéria importante
Mais importante que minha saúde
Mais importante que minha família
Mais importante que meu sono tranquilo
Vale a pena, não vale?
Nos disseram que ia ser nossa melhor fase.
Lembra do cursinho? Dos sonhos, do medo?
A alegria de passar.
A alegria passou.
“Vale a pena”, eles disseram.
Mas a que custo, ansiedade?
Aqui no canto da sala a gente tenta não pensar em nada
Absorver conteúdo
Se dedicar
Ser bom aluno
Mas quem é bom aluno aqui?
“Você precisa de um diploma”
“E a monografia?”
“Teu CR tá alto?”
“Já entrou pra um grupo de pesquisa?”
Não dá pra ser aluno que passa raspando
Preciso arrumar um emprego
Mas já não dou conta só estudando
Nada de descansar
Mais trabalho, resenha, resumo, artigo
O livro tem seiscentas páginas
Duas provas no mesmo dia
Ansiolítico pra dentro
Matéria pra dentro
Pra fora é sorriso, porque você não fez mais que sua obrigação.
Ansiedade
Você vem sempre aqui?
Quando o período tá acabando
E os professores lembram que não deram nenhuma avaliação
Ansiedade, você vem sempre aqui?
Quando eu me mato de estudar, de fazer meu melhor
Mas a nota não foi suficiente
Vem sempre aqui?
Quando me desmotivo, me pergunto:
O que diabos estou fazendo da minha vida?

É, ansiedade… Você vem sempre aqui…

 

Os outros monólogos:

Monólogo I

Monólogo II

 

Anúncios