Pesquisar

Mare Alvares

Monólogo III

Sobre ansiedade e fim de período

Continue reading “Monólogo III”

Mare em áudio

Vem conferir essa novidade linda ❤

Continue reading “Mare em áudio”

Postei um textinho diferentão no Medium! Corre pra ler!

clica aqui ó: Réu

Gatos são melhores que seres humanos

 Pra você que diz que gato não presta pra nada


Continue reading “Gatos são melhores que seres humanos”

ansiedade
cale a boca
fale mais baixo
agora não
não é hora
preciso me concentrar.
ansiedade,
me faça lembrar
onde estão as chaves?
onde estão as pessoas?
onde parou a razão?
me responde
na mesma pressa
que os pensamentos correm
que os sentimentos fogem.
ansiedade,
tira o copo da beira da mesa
pode cair
pode quebrar
alguém pode brigar
se cortar.
deixa eu acabar o trabalho
vou me atrasar
não vai dar tempo
me dá um tempo
uma ajuda.
ansiedade,
não sou de pedir muito
fala mais devagar
nemsempreeuentendooquevocêquerdizercomtantacoisaaomesmotempo
nemsempreeuseioqueestoufazendosevocênãoparadefalar
respira
f a l a p a u s a d a m e n t e
escuta o coração bater forte, acelerado
sente o peito doer
a respiração falhar
repara como é bom
quando você não está.

Saiu minha primeira poesia na Revista Subjetiva ❤
Corre no link pra ler, ver, sentir:

clica aqui ó: t.o.c t.o.c

Desconstruindo arrogância

Poesia é outra coisa!

 

Continue reading “Desconstruindo arrogância”

Resultado de imagem para overlays tumblr transparent quotes

Somos 100 seguimores por aqui e eu tenho só que agradecer ❤ vocês são incríveis!
Obrigada por dispensarem um momentinho do tempo de vocês e dedicá-lo às minhas palavras… isso não tem preço!
Sigamos escrevendo. Escrevendo muito. Escrevendo sempre.

Ah! Amanhã, domingo, 12, tem newsletter saindo… você pode se inscrever bem aqui ó: poucas e boas.

Obrigada, acima de tudo, por me acompanharem até aqui ❤
Mare

Sereiarte: do nome ao produto é tudo um amor só

Post de utilidade pública ❤

Continue reading “Sereiarte: do nome ao produto é tudo um amor só”

feliz dia da mulher, você querendo ser agora, daqui a pouco ou amanhã de manhã

— Mãe, a senhora casou por quê?
— Porque tava na hora.
— Hora? Que hora? Às oito?
— Hora de ser mulher.
— Mas você num era mulher? Era o quê então?
— Era mulher também, só não era…
— Não era o quê?
— Ai, menina, num me confunde. Casei e ponto.
— Eu não quero casar não.
— Tu diz isso porque não chegou a hora.
— Que hora?
— De ser mulher.
— Que horas isso é? Daqui a pouco?
— Não, garota, cê não entende nada.
— Entendo não, nem quero.
— Vai querer um dia. Ô se vai…
— Deus me livre! Ser mulher parece muito ruim, tem hora pra tudo.
— Tua hora vai chegar.
— Parece que tu tá me rogando até praga.
— Nada. Vai chegar sua hora, espera só…
— Mas ainda bem que não chegou, espero que demore, quero chegar atrasada.
— Ô diacho de menina boba!

A vida vive se desmontando, não é?

Hoje é textinho

Continue reading “A vida vive se desmontando, não é?”

Crônica do ser ranzinza

Continue reading “Crônica do ser ranzinza”

“Literatura não faz ninguém melhor que ninguém, mas pelo visto, tem feito com que as pessoas possam dizer quem é bom ou ruim com ares de autoridade que, sinceramente, ninguém sabe de onde veio.
Vamos desmitificar algumas coisinhas na literatura? Vamos!”

Clica aqui pra ler ó: Arrogantes literatos

Resenha às avessas #03: Bonequinha de Luxo

Análise do livro de Truman Capote

Continue reading “Resenha às avessas #03: Bonequinha de Luxo”

As perguntas indecentes da vida

feitas por e para nós mesmos

Continue reading “As perguntas indecentes da vida”

O que é uma caixa de comentários para você?

???

Continue reading “O que é uma caixa de comentários para você?”

Resultado de imagem para overlay tumblr png

Teve poesia minha, se quiser dar uma olhadinha, corre lá.

clica aqui ó: Firulinha

Os medos de escritor

Sobre medo e coragem

Continue reading “Os medos de escritor”

WordPress.com.

EM CIMA ↑